Curitiba, 22 de Outubro de 2019.
17:38

Startups ligadas a programas operados pela Softex surgem bem ranqueadas em listas elaboradas por especialistas

Onze startups que integram os programas operados pela Softex são destaque nos principais rankings desse segmento

Edição 69

SOFTEX

Onze startups que integram os programas operados pela Softex são destaque nos principais rankings desse segmento, confirmando o acerto do trabalho desenvolvido pela entidade no sentido de viabilizar as condições para o surgimento e o fortalecimento de empresas de base tecnológica em todo o país.



Exemplo disso é a lista “100 Startups to Watch”, desenvolvida em parceria entre as consultorias Corp.vc e EloGroup com as revistas Pequenas Empresas & Grandes Negócios e Época Negócios. Nela, estão presentes cinco empresas integrantes do Startup Brasil que oferecem soluções para diferentes áreas. São elas: Squid (Marketing e Vendas), Memed (Saúde e Bem-Estar), Signa (impacto), TownSq (Gestão) e Agrosmart (Agronegócio).



Outra importante relação, elaborada pela plataforma 100 Open Startups, incluiu mais quatro empresas também ligadas ao Startup Brasil em sua classificação anual. Duas dessas empresas, a Opinion Box e a Pris Software estão presentes nas dez primeiras posições, em terceiro e oitavo lugares, respectivamente. A lista conta ainda com as empresas Logpyx e Kriativar.



Um outro programa sob a gestão da Softex é o TechD, voltado à inovação aberta e à transformação digital. As empresas VRGlass e LogPyx são duas startups ligadas a ele e que também integram a relação da 100 Open Startups.



A Spume, também presente no portfólio do Startup Brasil, marcou presença na seleção de 51 boas ideias de startups brasileiras que merecem a atenção do mercado para esse ano. Essa relação foi elaborada pela fábrica de fintechs Fisher Venture Builder e divulgada pela revista Forbes no final de julho.



Para Diônes Lima, vice-presidente da Softex, os programas Startup Brasil e TechD são importantes ferramentas para impulsionar a economia brasileira, uma vez que as áreas de TI e de inovação são os motores da transformação da economia mundial. “A presença de empresas ligadas a essas duas iniciativas nas principais listas especializadas em startups é um testemunho convincente de que estamos na direção correta em nosso trabalho no sentido de fortalecer o empreendedorismo e a inovação no país”, destaca.



O Startup Brasil é uma iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações  (MCTIC), com a gestão operacional da Softex em parceria com aceleradoras, que visa apoiar empresas nascentes de base tecnológica.



Já o TechD também iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações  (MCTIC) tem o objetivo de promover a aproximação entre empresas brasileiras, centros de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P,D&I), Instituições de Pesquisa Científica e Tecnológica (ICTs) e projetos de pesquisa focados em tecnologias emergentes conduzidos por universidades ou startups dentro de quatro áreas temáticas: IoT, Saúde, Energia e Mobilidade.



Voltar

Indique para um amigo

Startups ligadas a programas operados pela Softex surgem bem ranqueadas em listas elaboradas por especialistas
Onze startups que integram os programas operados pela Softex são destaque nos principais rankings desse segmento

www.falaparana.com.br